Envelhecendo com uma doença óssea rara – a acondroplasia

No dia 29 de Novembro de 2019, a Cláudia Aguiar, fisioterapeuta no Hospital Nélio Mendonça, Funchal, irá apresentar este tema em representação da ANDO. A Cláudia Aguiar tem vindo a colaborar com a ANDO Portugal em vários projetos.

Foi escolhida a acondroplasia para apresentar como modelo, contudo a informação existente sobre o impacto e evolução desta condição a partir da idade adulta até à idade geriátrica é praticamente inexistente e foi um desafio aceitar participar neste colóquio sobre o envelhecimento.

Há uma necessidade emergente de investigar e compreender como as doenças ósseas raras afetam as pessoas ao longo da vida e quais são os recursos importantes para melhorar os cuidados e qualidade de vida das pessoas ao longo de todas as fases da vida.

Colóquio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *