Plano Nacional de Doenças Raras 2015

A Estratégia Integrada para as Doenças Raras foca-se nos seguintes pontos:

  1. A coordenação dos cuidados;
  2. O acesso ao diagnóstico precoce;
  3. O acesso ao tratamento;
  4. A informação clínica e epidemiológica;
  5. A investigação;
  6. A inclusão social e a cidadania.

Aceda aqui ao Despacho nº2129-B/2015 sobre a Estratégia Integrada para as Doenças Raras 2015-2020.